23
abr

Com a proposta de incentivar a comercialização e fortalecer a cadeia produtiva do pescado na região Oeste da Bahia, bem como proporcionar um espaço dedicado à família com bastante entretenimento, a 3ª edição da Páscoa no Parque alcançou mais uma vez resultados notórios e positivos no incremento da comercialização de pescados e de produtos relacionados à Páscoa entre os dias 17 a 20 de abril, tornando o Parque de Exposição Engenheiro Geraldo Rocha em um verdadeiro festival piscícola.

Realizado pela Prefeitura de Barreiras, o evento que teve o apoio e organização da Secretaria Municipal de Agricultura e Tecnologia, contou também com a parceria das Secretarias de Meio Ambiente e Turismo, da Indústria, Comércio e Serviço, bem como da Codevasf, Bahia Pesca, Instituto Aiba, Abapa, SENAR, Banco do Nordeste, COOPEIXE, DISB, Sindicato dos Produtores Rurais de Barreiras e das empresas Pratigi e Mandacaru.

Os quatro dias do evento reuniu cerca de 52 mil pessoas, e repetiu o sucesso de 2018, movimentando aproximadamente R$1,8 milhão em vendas de pescados e frutos do mar, também na degustação de alimentos e de produtos típicos da Páscoa nas Vilas Temáticas: do Peixe, dos Sabores e da Páscoa que tornaram o evento extremamente aconchegante.

Com a animação do cantor barreirense Bosco Fernandes, que encantou a todos com um repertório eclético da música popular brasileira, a véspera do Domingo de Páscoa reuniu na Vila da Páscoa e na Vila dos Sabores, famílias, grupos de amigos e muitas crianças, que aproveitaram o último dia para comprar chocolates e registrar o ambiente temático dedicado especialmente à Semana Santa e ainda saborear os cardápios voltados para a culinária do pescado, disponibilizados no evento.

Satisfeita com o retorno do investimento na Páscoa no Parque, a vendedora de chocolates Eneida Régis garantiu participação no próximo ano. “Participo pela primeira vez dessa edição aqui no Parque, e agradeço muito aos organizadores pela estrutura aqui montada, pois tive um retorno positivo do meu investimento. Essa festa além de proporcionar um lucro extra, também nos dá a oportunidade de mostrar os nossos produtos comercializados em Barreiras. Com certeza já estamos nos preparando para participar da 4ª edição da Páscoa no Parque”, disse.

Na Vila do Peixe, foram vendidos em média, 48,5 toneladas de peixes pelos 21 comerciantes cadastrados. O evento também foi lucrativo para os 12 vendedores de verduras, para os ambulantes e as artesãs, que esse ano tiveram um espaço dedicado às suas produções.

Esse ano a Prefeitura de Barreiras inseriu na 3ª edição da Páscoa do Parque, a 1ª Mostra Gastronômica do Pescado de Barreiras, a iniciativa que contou com o apoio do Sebrae, selecionou os melhores pratos produzidos pelos dez restaurantes na Vila dos Sabores. A escolha e a avaliação dos pratos foi feita por júri técnico, convidados e votação popular durante os quatro dias. O grande destaque nessa primeira edição foi a receita: Pirarucu à moda do Val, produzido pelo Restaurante do Val, ficando em primeiro lugar. Também ganharam premiação o Restaurante Comida Caseira do Andrezão e o Restaurante Bar Chef Ely, segundo e terceiro lugar respectivamente.

Satisfeito com os resultados alcançados nessa 3ª edição, o secretário de agricultura e tecnologia destacou o sucesso da Páscoa no Parque 2019. “Iniciamos a Páscoa no Parque com a segunda edição do Workshop de Piscicultura realizado em um dia de campo, e logo após, a continuidade aqui no Parque de Exposição durante os quatro dias da Semana Santa. Na noite de quinta-feira, véspera da Sexta-feira Santa, muitos dos vendedores de peixes e frutos do mar esvaziaram seus estoques, refletindo diretamente na satisfação dos empreendedores e também do público que aproveitou o espaço para se divertir e garantir o chocolate do Domingo de Páscoa. Só temos a agradecer todos os parceiros, pelo êxito alcançado em mais uma edição da Páscoa no Parque”, destacou José Marques.

Blog do Boka/ Prefeitura Municipal de Barreiras