21
jan

A cultura popular na Bahia é muita rica. Seu folclore e suas tradições são bonitos e importantes. Nos mais diversos municípios do estado igrejas católicas e famílias mantêm as tradições, entre as quais as Novena, Missas e as Rezas nas roças dedicadas a São Sebastião, um soldado romano que foi martirizado por professar e não renegar a fé em Cristo Jesus.
Neste domingo, 20, dia dedicado ao Santo, a tradicional reza de São Sebastião na residência de Maria Leda no assentamento do Junco, aconteceu mais uma vez, quando familiares, amigos e devotos se reuniram para a tradicional reza a São Sebastião.
As tarefas começam a ser executadas dias antes da reza pela família da anfitriã. É muita coisa para se fazer. O trabalho é árduo para deixar tudo pronto para o grande evento do dia 20 de janeiro. Entre as tarefas, a preparação do oratório com a imagem do santo na sala, a preparação de doces e bolos, a matança da vaca, do porco e das galinhas e frangos que foram consumidos logo após a reza quando foi servido um suculento almoço para os convidados.
Por volta do meio-dia, o rezador João Nilson irmãos de Maria Leda, dirigiu as orações e muitos benditos (cânticos religiosos), acompanhado por dezenas de devotos que compareceram mais uma vez a reza de São Sebastião na roça de Maria Leda.
Como ocorre desde o passamento da Matriarca da família, Mariana Moreira, fervorosa devota de São Sebastião, familiares e todos que acompanhava a reza se emocionaram quando com a bandeira do santo dedicaram uma homenagem póstuma a falecida.
O vereador César da Vila esteve presente ao ato religioso, como ocorre anualmente.
Depois do ato religioso os convidados também aproveitam para colocar a prosa em dia. Outro ponto alto e tradicional ao final do ato religioso, ao som dos tambores, reco-reco, palmas e cânticos, um animado samba de roda caipira fechando com chave de ouro a tradicional e bonita reza a São Sebastião realizada por Maria Leda de Souza.

Blog do Boka/ Geraldo Bomfim

Confira a Galeria das Imagens desta Notícia: