14
abr
O escritório do Observatório Social de Barreiras – OSB, foi arrombado na manhã de ontem. O OS Barreiras é um espaço para o exercício da cidadania, democrático e apartidário, que trabalha em favor da transparência e da qualidade na aplicação dos recursos públicos. Atuam como pessoa jurídica, em forma de associação. O Observatório Social prima pelo trabalho técnico, fazendo uso de uma metodologia de monitoramento das compras públicas (LICITAÇÕES) em nível municipal, desde a publicação do edital do certame até o acompanhamento da entrega do produto ou serviço, de modo a agir preventivamente no controle social dos gastos públicos.
Fundado em Barreiras no dia 19 de agosto de 2015, no auditório da CDL, nos seis primeiros meses, os voluntários trabalharam na constituição da pessoa jurídica, espaço físico, contratação e treinamento de colaboradores. Tudo acompanhado e monitorado pelo Observatório Social do Brasil sediado na cidade de Curitiba.
 No dia 15 de março de 2016, o Observatório Social de Barreiras fez pela segunda vez, o uso da Tribuna Popular da Câmara de Vereadores, nessa oportunidade apresentou o primeiro balanço da auditagem, quando ficou evidenciado a falta de transparência da gestão municipal, uma vez que dos 44 itens listados pela lei da transparência, apenas um quesito tem sido atendido pela Prefeitura Municipal de Barreiras; outro fato que chamou atenção foi o fato de empresas com mais de 20 CNAES diferentes e capital mínimo estarem participando de licitações; entre outros.
PUBLICIDADE
MADEIREIRA SERRANA
Para o presidente do OS de Barreiras, Carlos Prado, esse é um momento da sociedade reafirmar o apoio as ações do OS Barreiras. “Formalizamos um compromisso com a população da cidade, pois, o Observatório Social é uma ferramenta de transparência, que vem contribuir para a boa gestão dos recursos desde o lançamento do edital, até a entrega do produto ou serviço” afirmou, acrescentando que “o apoio incondicional da sociedade, é fundamental aos bons resultados que colheram no futuro”.
Para Rider Castro, presidente da Associação Comercial de Barreiras, uma das entidades que desde o início contribuiu para a criação do Observatório, o atentando contra a sede do Observatório Social de Barreiras é uma agressão à própria sociedade. “Vejo com indignação esse arrombamento e me solidarizo com todos os integrantes do Observatório, ao passo que acredito que a polícia irá empenhar-se na resolutividade desse crime contra a sociedade, esse é o momento em que a comunidade de Barreiras precisa reafirma seu compromisso em apoiar os membros do OS Barreiras, pelo trabalho voluntário e de relevância, demonstrando no acompanhamento do uso dos recursos públicos dos munícipes”, afirmou Rider.
O presidente do Observatório Social de Barreiras registrou boletim de ocorrência e todas as autoridades responsáveis pela segurança e entidades que apoiam o OS Barreiras, foram comunicadas diante do ocorrido, e reafirmaram o apoio aos membros pelo trabalho executado.Com informações de Mural do Oeste