13
fev

Foto: Shutterstock

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso de Lenvima (mesilato de lenvatinibe) para o tratamento de carcinoma de células renais avançado.

O medicamento já era aprovado, anteriormente, para tratamento de pacientes adultos com carcinoma diferenciado da tireoide (CDT) localmente avançado ou metastático, progressivo, refratário à radioiodoterapia. Agora, o Lenvima também é indicado, em combinação com o everolimo, para o tratamento de pacientes com carcinoma de células renais avançado (CCR), após tratamento prévio com terapia antiangiogênica.

De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), a incidência estimada de câncer renal no Brasil é de sete a dez casos para cada 100 mil habitantes. A nefrectomia, cirurgia para retirada de um rim, é a base do tratamento para o câncer de célula renal, mas cerca de 40% dos pacientes apresentam reaparecimento da doença dentro de três anos após a cirurgia. De 20% a 30% dos pacientes desenvolvem metástases.

Blog do Boka/ Bahia Notícias