15
maio
Foto: Ilustrativa / Reprodução / iStock Images

Um médico ginecologista e obstetra de Vitória da Conquista, no sudoeste do Estado, identificado como Orcione Júnior, está sendo acusado de assediar pelo menos 24 mulheres durante atendimento médicos ginecológico, na rede pública e privada, na cidade.

As vítimas fizeram a denúncia na Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), nesta segunda-feira (13), onde relataram os supostos assédios, denunciados primeiramente por meio de um perfil na rede social Instagram, criado por uma mulher na sexta-feira (10), segundo o jornal Correio.

No perfil, uma das vítimas fez um relato e, ainda segundo o veículo, desde então, a página tem recebido vários outros relatos de supostos assédios por parte de Orcione Júnior. As mensagens também surgiram com apoio de mulheres de outros estados, que estão compartilhando as informações em suas respectivas contas na rede social.

Através da defesa, Orcione Júnior, rebateu as acusações. Em nota, a OAB diz que as 24 mulheres “solicitaram uma audiência com a diretoria da Ordem e com as Comissões da Mulher Advogada e dos Direitos da Mulher e, nessa ocasião, reivindicaram apoio e providências, a fim de que sejam adotados procedimentos de investigação acerca de notícias já veiculadas nas redes sociais”.

Blog do Boka/ Bahia Notícias