19
out

A Prefeitura de Barreiras, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, esclarece que está acompanhando a apuração da denúncia feita por uma paciente atendida pelo SAMU e encaminhada à UPA do Bairro Santa Luzia, na noite de sábado, 17, que alega ter sofrido violência sexual por parte de um dos socorristas da equipe.

A equipe do SAMU, assim como os profissionais que estiveram presentes no atendimento estão disponíveis para os esclarecimentos necessários. Já o socorrista foi afastado das atividades assistenciais em ocorrências à população desde o domingo, 18, cumprindo carga horária em regime administrativo até que as investigações sejam devidamente concluídas.

A Secretaria de Saúde de Barreiras e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência não compactuam com qualquer comportamento que ponha em risco a integridade dos pacientes e a lisura do trabalho do SAMU.

Informações de Dircom PMB.