07
jan

Foto: José Cruz/Agência Brasil

Na primeira semana de governo, a primeira-dama da República, Michelle Bolsonaro, emplacou nomes na Esplanada como Priscila Gaspar na Secretaria Nacional da Pessoa com Deficiência, subordinada ao Ministério dos Direitos Humanos.

De acordo com o jornal O Globo, surda e ativista da causa, Priscila também foi uma das amigas da primeira-dama escolhidas para trabalhar como tradutora da língua de libras na campanha do capitão reformado. Além dela, outros surdos ocuparão postos no Ministério da Educação graças a Michelle.

“Se não houvesse a Michelle, Bolsonaro não teria se envolvido nessa causa”, disse Elizangela Castelo Branco, amiga da primeira-dama que atuou como tradutora em libras na posse e também na campanha.

Blog do Boka / Bahia Notícias