30
maio

Foto: Manu Dias/ GOVBA

Em dois dias, o Bahia Notícias publicou duas pesquisas eleitorais que mostram cenários distintos, mas, reservadas as diferenças, sinalizam que os caminhos para os candidatos estão devidamente traçados em 2018. O governador Rui Costa (PT) caminha com relativa tranquilidade para a reeleição. Mesmo que os adversários se amparem na tese de que pesquisas não mostram a realidade – discurso, inclusive, repetido diversas vezes por Rui no passado -, está bem claro que o petista construiu a permanência no cargo e a desistência de ACM Neto (DEM) de participar do pleito tornou o processo ainda mais fácil. O governador está confortável seja em um cenário com adversários que já deixaram a corrida, como no caso da P&A/ Bahia Notícias que trouxe João Gualberto (PSDB) e Lídice da Mata (PSB) como candidatos, ou seja com concorrentes que realmente devem estar nas urnas em outubro, como aconteceu no levantamento do Instituto Paraná Pesquisas. Dentro de um horizonte previsível, as chances do petista ser reeleito governador são grandes e há forte possibilidade de Rui encerrar a disputa no primeiro turno. Porém, como sempre é importante frisar, política muitas vezes é como as nuvens. Pode mudar com ventos. Outro a viver condição razoavelmente confortável nas eleições de 2018 é o ex-governador Jaques Wagner. Em todos os cenários testados, o petista lidera com folga a corrida por uma vaga ao Senado e deve confirmar o retorno a Brasília sem grandes percalços – desconsiderando a hipótese de que a imagem dele seja maculada por uma nova fase da Operação Cartão Vermelho, logicamente. Depois de dois mandatos com avaliação positiva no governo baiano e um sucessor que seguiu o mesmo caminho, Wagner pavimentou esse destino e as pesquisas somente confirmam as expectativas dos analistas políticos. Tal qual o afilhado político que atualmente mora no Palácio de Ondina, o ex-governador sobra nessa disputa. Resta então, a segunda vaga ao Senado, cujos cenários não estão completamente límpidos. Enquanto a senadora Lídice da Mata apresentou percentuais expressivos no levantamento da P&A, no caso do Paraná Pesquisas ela acabou excluída. Sem ela na disputa, o candidato com maior percentual de intenções de voto seria Jutahy Magalhães Jr. (PSDB). O tucano aparece à frente do adversário direto de Lídice na briga por uma vaga na chapa majoritária de Rui, Angelo Coronel (PSD). Os levantamentos, inclusive, não testaram, por exemplo, a popularidade de Irmão Lázaro, postulante do PSC ao Senado e uma surpresa como candidato a deputado federal em 2014. É certo que para a campanha começar oficialmente ainda faltam pouco mais de dois meses. Entretanto, parte dos caminhos para o início da corrida foram traçados e parecem bem palpáveis. As pesquisas sugerem isso. Caso não existam hecatombes políticos, Rui e Wagner devem ser eleitos e a outra vaga para o Senado é a única indefinição restante.

(Informações Bahia Notícias)

Publicidade