20
fev

Foto: Reprodução

Acusação de Marcos Reis e fim da reeleição para Presidente da Câmara, assuntos da Sessão desta terça-feira, 19.

Foi aprovado por unanimidade, na Sessão Ordinária desta terça-feira (19), na Câmara Municipal de Barreiras, projeto que extingue a possibilidade de reeleição da Mesa Diretora da Casa das leis na mesma legislatura.

.O projeto, promessa de campanha do vereador Eurico Queiroz, não gerou nenhum tipo de polêmica já que era desejo dos edis.

O objetivo é de permitir a alternância na gestão político-administrativa no Poder Legislativo de Barreiras, uma providência que vem sendo adotada por várias casas legislativas do país.

A duração dos mandatos para os cargos da Mesa Diretora volta a ser de dois anos. A mudança na Lei Orgânica do Município que permitiu a reeleição foi aprovada quando o Legislativo era presidido pelo ex-vereador Carlos Tito, que foi reeleito em seguida.

Polêmica mesma aconteceu quando ao discursar, o vereador oposicionista Marcos Reis fez a denúncia que máquinas e caçambas adesivadas com a logomarca da prefeitura municipal de Barreiras, estavam executando trabalhos em

uma propriedade particular no vizinho município de São Desidério. Marcos Reis inclusive falou que ao receber a denúncia, foi junto com Nereu do Gás, outro vereador da oposição, e constatou a fidedignidade in loco, inclusive com vídeos e fotos. No discurso, Marcos dizia em protocolar uma representação da irregularidade, segundo o edil, junto ao Ministério Público para as devidas providências.

O vereador Alcione Rodrigues subiu a tribuna, para num forte discurso ir em defesa da gestão municipal. Na defesa Alcione Rodrigues leu um Ofício direcionado ao prefeito Zito Barbosa enviado pela entidade do Adventistas do Oeste da Bahia, solicitando a liberação das máquinas e caçambas para um limpeza do local onde acontecerá um Retiro no período do carnaval.

Alcione inclusive fez um desafio ao oposicionista para que depois fosse até o TCM para fiscalizar débitos da prefeitura com caçambas ou máquinas nos meses de janeiro ou fevereiro. Que mesmo com as identificações da prefeitura, elas são contratadas por diárias e que estavam ali executando serviço voluntário.

Blog do Boka/ Geraldo Bomfim