30
jul

Filhos e filhas de santo, comunidade e religiosos participaram no último sábado (27) da festa anual do Ípeté de Ósún na Casa de Terreiro Mãe Nicinha, no bairro Vila Dulce.  A festa, organizada pela Associação Cultural e Beneficente Casa de São Jorge Guerreiro, contou com o apoio da Prefeitura de Barreiras, através da Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, dentro do Projeto Cultura e Arte por Toda Parte, que teve este entre os projetos contemplados no primeiro Edital de Cultura de 2019 o Projeto Arte e Cultura de Terreiros.

A festa, segundo o sacerdote da casa, Babá Claudio, marca o início do ano de 2019. A Festa do Ípeté também foi marcada pela apresentação de dois novos integrantes à Associação. “De fato para nossa crença, iniciamos hoje o ano de 2019, essa festa representa muito para os adeptos à religião de matriz africana. O apoio da Prefeitura nos deixa mais valorizados, foi uma quebra de barreira que tínhamos e agora está melhorando com esse apoio ao Projeto Arte e Cultura de Terreiros, passamos a fortalecer a promoção da cultura, porque o povo de terreiro também agrega a cultura de Barreiras”, destacou o coordenador.

No início do mês, a Associação promoveu o Seminário: Caminhos que levam a Exu, no Centro Cultural Rivelino Silva de Carvalho, também tendo o fundo Cultural como parceira na promoção de debates acerca da pluralidade e intolerância religiosa. De acordo com o diretor de cultura de Barreiras, nove projetos culturais e artísticos foram contemplados através de chamamento público, de forma imparcial e com qualidade, por meio do Fundo Municipal de Cultura.

“As manifestações culturais e artísticas são pautas importantes dessa gestão, comprometida com o desenvolvimento da nossa cidade. Através desse projeto estamos apoiando as várias manifestações culturais e religiosas do nosso município”, destacou Lucas Barreto.

E foi com muitos aplausos, cânticos e dança folclórica que a noite ao Orixá Oxumaré foi festejada.

   #Blog do Boka/ Dircom PMB