20
dez

Nesta sexta-feira (21), ocorrerá mais uma eleição para presidente da Liga Barreirense de Futebol (LBF), para o triênio 2019/2021. Como na eleição anterior, apenas duas chapas são registradas para que os 25 clubes aptos a votar façam a sua escolha. Uma delas é encabeçada por Franklin Pereira que há 03 anos foi derrotado por 20 X 10 pelo atual presidente Onofre Moreira de Souza.
Por ocasião daquele pleito, tanto Onofre quanto Franklin, na busca dos votos que poderia lhes dar a vitória, apregoavam ser o candidato apoiado pelo então prefeito Antônio Henrique.
Na oportunidade, o vereador Eurico Queiroz, a época líder do prefeito, tentando deixar os votantes a vontade para uma escolha democrática falava: “Não tem candidato de Antônio Henrique, pois os dois são candidatos de Antônio Henrique.
Você deve estar perguntando, porque falar de algo que já aconteceu Resposta muito simples. Todos que acompanha o futebol de Barreiras nos últimos anos tem conhecimento das bem sucedidas administrações executadas pelo hoje candidato Franklin Pereira como presidente da LBF, sempre com a corroboração de quem estava no comando da gestão municipal.
Buscando dissuadir os que são contrários a sua candidatura a presidir a LBF mais uma vez por posição política anteriores, o candidato Franklin, em reuniões com os clubes, sempre afirma não ser partidário de partido “A ou B”, que não tem nenhuma aliança com qualquer político, que visa sempre o esporte e quem apoiar o esporte, não importando a corrente partidária, ele veste a camisa pelo bem do esporte. Há de se concordar com o candidato Franklin Pereira, ele veste mesmo a camisa.
No ano de 2016, ano de eleições, ao saber que o até então candidato a prefeito João Barbosa de Souza Sobrinho (Zito Barbosa), estava apoiando o Campeonato Rural na sua 10ª edição organizado pelo Sindicato, o Coordenador de Esporte Franklin resolveu bater de frente e criou o Campeonato da Integração Rural 2016, com integral apoio do prefeito Antônio Henrique, também candidato a reeleição. Vários benefícios foram concedidos aos clubes da Zona Rural que se inclinasse a disputar o recém-criado Campeonato da Integração Rural, tais como simbólica taxa de inscrição de 500 reais, uniformes, bolas, transporte, ação social nas comunidades participantes e premiação diferenciada, (R$ 13.000,00 no total, 01 Moto, troféus e medalhas),aos vencedores da competição. Benesses que contribuíram sobremaneira com o esvaziamento do campeonato do Sindicato, quando nada menos que 18 clubes optara pelo campeonato idealizado pelo Coordenador Franklin Pereira, portanto, mostrando que sempre consegue seus objetivos e veste mesmo a camisa.
Na última reunião com os clubes o candidato Franklin falou os motivos que estava apresentando seu nome para concorrer a presidência da LBF,“Foi um pedido de alguns clubes que me procuraram. Já faz mais de três anos que estou afastado, quieto na minha casa sem pretensões nenhuma de voltar aqui, eles vêm pedindo e eu não queria participar. Mas, com tanta insistência, eu resolvi aceitar”- afirmou. Outra verdade do candidato.
Por ocasião da confirmação da sua derrota em 2015, Franklin dizia, “Sou democrata nato, eu aceito a derrota pelo sufrágio dos votos. Espero como dizem fazer a coisa melhorar, o que duvido muito, só não quero que os clubes venham bater na minha porta no dia a dia aqui, falando que a coisa está ruim”, resta saber o que lhe fez mudar de ideia.
Já o candidato vereador Almery Messias, ao lançar seu nome extasiou os desportistas, em especial dirigentes de clubes. Há algum tempo Almery dá uma parcela de incentivos a clubes, em especial os da periferia.
Com algumas dúvidas relacionadas a sua posição de legislador, o candidato por vezes participava ao grupo que o apoia, que desistira da sua candidatura. Contrastando com o Almery, seus apoiadores partiram para pesquisas junto aos órgãos reguladores e não encontraram nada que impedisse a candidatura, voltando então a manter sua candidatura.
Desistindo de articulações propostas como chapa única, Presidente de Honra entre outras, Almery resolveu se manter candidato.
A insatisfação de alguns clubes com os nomes que integraria sua chapa fez o candidato buscar alternativas. Após conversar com sua equipe de apoio, formulou uma chapa que pode lhe dar perspectiva de vitória para dirigir a Liga Barreirense de Futebol.
Agora resta aos 25 clubes que irão decidir quem comandará a LBF nos próximos 03 anos entre Almery Messias e Franklin Pereira. A defrontação está marcada para amanhã, dia 21, às 19 horas. Que vença, quem na atualidade possa trabalhar na busca do ressurgimento do futebol de Barreiras.
Geraldo Bomfim/ Blog do Boka