02
jan

A eleição para presidente da Câmara foi marcada por um início polêmico. Os vereadores Carlão, Eurico, Nereu do Gás e Marco Reis, antes do inicio da votação já tentavam nos bastidores, ressuscitar o Grupo do G10 para concorrer também a presidência da casa.
O grupo G10 foi criado no último dia 15 de Dezembro, quando foi protocolada na secretaria da câmara, uma chapa para concorrer a presidência da Câmara Municipal de Barreiras.
Comemorando antecipadamente a vitória, já que o documento protocolado na secretaria da câmara registrava 10 assinaturas de edis comprometidos com a chapa encabeçada pelo vereador do PP BI, para presidir a câmara pelos próximos dois anos, era número suficiente para conseguir a vitória.
O Grupo G10 foi derrotado muito antes do dia 01 de Janeiro quando seria realizada a eleição. Alguns vereadores abandonaram o grupo e resolveram marchar com o vereador Gilson Rodrigues(DEM), que após uma reunião dos vereadores da coligação que elegeram o prefeito Zito Barbosa, também do DEM, decidiram lançar chapa para concorrer a presidência do Legislativo Barreirense. Nesta reunião, que já contava com a participação de 06 vereadores do Grupo  G10, foi aclamado o nome de Gilson Rodrigues para encabeçar a chapa, agora com 15 assinaturas, para concorrer a presidência da Câmara.
A Vereadora Beza(PSL ), presidiu a sessão que elegeria a Mesa Diretoria para o biênio 2017/2018. Querendo ainda que a chapa do Grupo dos 10, registrada na secretaria da casa, também concorresse, os oposicionistas apresentaram o documento protocolado com a assinatura dos 10 vereadores que estariam apoiando os nomes da chapa. Como o principal nome da chapa já havia desistido de concorrer, Carlão, Eurico, Marcos Reis e Nereu do Gás ainda insistiram para que este último , substituísse o vereador BI para encabeçar a chapa.
O que ficou estranho, se o candidato a presidência da câmara renuncia, o substituto imediato deveria ser o vice-presidente no caso Eurico. (A chapa era encabeçada pelo vereador reeleito Ben Hir Ayres de Santana (PP), como presidente, já como vice-presidente Eurico Queiroz Filho (PRB), primeiro secretário Antônio Carlos de Almeida Matos (PP) e segundo secretário Marcos Reis Macêdo Ramos (PSDB). Foi lançado o nome de Nereu do Gás, que nem era componente da chapa.
Beza rejeitou a o registro da chapa do grupo do G10, que após as desistências, inclusive da vereadora, ficou reduzido a 04.
Como já havia decidido na reunião dos 15 vereadores com o prefeito Zito Barbosa anteriormente, o nome do vereador Gilson Rodrigues foi aclamado por 15 votos a 04, 0 presidente da Câmara Municipal de Barreiras pelos próximos 02 anos.

* Confira a galeria de fotos desta notícia: