23
nov

O Sistema Viário Oeste (SVO) e a Agenda Territorial da Bahia (AG-TER), projetos estruturantes do Governo do Estado, elaborados pela Secretaria do Planejamento do Estado (Seplan), foram apresentados na manhã desta terça-feira (22), no gabinete da Seplan, ao recém-empossado coordenador executivo do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (Codes), o ex-governador Jaques Wagner.

A apresentação foi realizada pelo vice-governador e secretário do Planejamento, João Leão, com auxílio do corpo técnico da Seplan. Empossado na segunda (21), Wagner retorna à estrutura do governo estadual com a meta de auxiliar o Poder Executivo na elaboração de políticas e estratégias que promovam o desenvolvimento sustentável em todas as regiões da Bahia.

Para João Leão, o novo coordenador executivo do Codes tem muito a contribuir com o fortalecimento destes projetos. “Tenho certeza de que Wagner será um grande aliado na promoção do desenvolvimento econômico dos territórios de identidade da Bahia. Sem dúvida o nosso estado tem muito a ganhar com os frutos que colheremos deste trabalho”, avalia.

Foto: Manu Dias/GOVBA
Na segunda-feira (21), Wagner tomou posse como coordenador executivo do Codes
(Foto: Manu Dias/GOVBA)

Agenda Territorial da Bahia

A Agenda Territorial da Bahia (AG-TER) é uma ação estratégica do Governo do Estado, que visa integrar esforços e articular entidades financeiras, instituições de ensino superior e tecnológico, agências de fomento e de apoio a pequenos e médios empreendedores, consórcios públicos intermunicipais, órgãos federais, estaduais e municipais, entre outros.

Sob a coordenação da Seplan, a Agenda tem como um dos principais objetivos acelerar o desenvolvimento econômico dos Territórios de Identidade. Busca também a promoção de uma cultura empreendedora, a integração de mercados, além do estabelecimento de uma visão de futuro compartilhada, com vistas ao desenvolvimento territorial sustentável.

Sistema Viário Oeste

O Sistema Viário Oeste (SVO) busca criar um novo vetor de desenvolvimento no estado, impactando diretamente 4,4 milhões de habitantes de 45 municípios da Bahia. Além da construção de uma ponte com cerca de 12 quilômetros de extensão, entre Salvador e a Ilha de Itaparica, o projeto prevê uma série de intervenções para e melhoria da infraestrutura viária da região.

Estão previstas a requalificação da BA-001, na Ilha de Itaparica, e a construção de uma via alternativa para tráfego pesado; a duplicação da Ponte do Funil, entre Vera Cruz e Jaguaripe; a duplicação da BA-001 e BA-046, até Santo Antônio de Jesus, e a construção de um trecho de rodovia entre Santo Antônio de Jesus e Castro Alves e entre Castro Alves e a BR-116 .

Fonte: Ascom/Seplan