06
set

A pesquisa Ibope divulgada ontem serviu para comprovar que o PT, com Fernando Haddad, não tem condição de vencer a eleição no segundo turno para Jair Bolsonaro (PSL), considerado o maior perigo nestas eleições pelas forças progressistas. A diferença registrada entre os dois, de 1%, com Haddad chegando a 36% das intenções de voto contra 37% de Bolsonaro é uma evidência, na avaliação de políticos dos mais diversos partidos e espectros ideológicos, que de fato a rejeição ao petismo tem servido para impulsionar o candidato do PSL, mostrando que nomes como Ciro Gomes (44%) e Geraldo Alckmin (41%) são, a dia de hoje, os nomes mais fortes para derrotá-lo no segundo turno.

Primeiro turno

Em algumas rodas, depois da divulgação do Ibope ontem, alguns políticos já falavam numa eventual vitória do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) no primeiro turno, motivo porque parte deles consideram que seria importante enfrentá-lo o quanto antes e descontruí-lo no horário eleitoral, como Geraldo Alckmin, do PSDB, vem tentando fazer.

De mal

Não chamem os deputados estaduais Marcelo Nilo e Angelo Coronel para a mesma mesa. Depois que Coronel disse anteontem na Tribuna que no PSB só Nilo não votava nele, o deputado do partido da senadora Lídice da Mata resolveu rebatê-lo, garantindo que 90% dos socialistas baianos não votarão no candidato do PSD a senador. A temperatura ainda tende a aumentar entre os dois, dizia ontem um deputado que conhece a ambos.

Diferencial

Eleusa Coronel, mulher do candidato a senador Angelo Coronel (PSD), foi o diferencial ontem no programa eleitoral do deputado estadual. Disse que Coronel era apaixonado pela Bahia e que só não ficava com ciúmes do parlamentar por saber que o marido era também apaixonado por ela e por toda a família que ambos formaram há décadas.

Embolso

Apesar da dificuldade que políticos alegam vir enfrentando para ter acesso aos recursos do fundo eleitoral, este não parece ser o problema dos marqueteiros, em todas as campanhas. Segundo as mais diversas fontes, cerca de 70% do dinheiro do fundo tem sido engolido pelas produtoras dos programas eleitorais, fazendo a alegria dos publicitários.

Dia 10

A presidenciável Marina Silva vem a Salvador no próximo dia 10, segunda-feira, para cumprir uma extensa agenda com a candidata da Rede ao governo do Estado, Célia Sacramento. A candidata teve a confirmação da vinda de Marina à Bahia, ontem pela manhã, quando fazia uma visita ao Centro Histórico acompanhada de assessores e correligionários.

(Informações Tribuna da Bahia)