19
jun
Foto: Carol Garcia/GOVBA

Líder do PSD no Senado, o baiano Otto Alencar acredita que a tramitação da reforma da Previdência será “mais rápida” quando chegar à Câmara Alta do Congresso Nacional. Agora, o texto está na Comissão Especial da Câmara dos Deputados.
“O Senado já tem conhecimento do que está acontecendo [sobre a reforma da Previdência]. Então, pode ser que tenha uma tramitação mais rápida. Vamos ver”, avaliou, em entrevista ao Bahia Notícias.
Otto entende que o texto pode ser aprovado na Comissão Especial da Câmara após o relator Samuel Moreira (PSDB-SP) retirar quatro pontos: as mudanças no Benefício de Prestação Continuada (BPC), na aposentadoria rural, a desconstitucionalização e a criação da capitalização.
“Isso pode abrir espaço para ser aprovado o relatório na comissão especial, mas, no plenário, é outra história”, pontuou. Otto reclamou da “interferência” do ministro da Economia, Paulo Guedes, no Congresso. O integrante da equipe do presidente Jair Bolsonaro (PSL) criticou o fato de os quatros pontos serem retirados do texto.

Blog do Boka/ Bahia Notícias